Antimicrobiano têxtil: uma solução permanente e eficaz

Tempo de leitura: 3 minutos

Depois daquela corrida matinal ou após um dia inteiro de trabalho, é comum sentirmos um certo mau cheiros nas roupas, chulé nas meias ou algumas manchas nas roupas íntimas. Tudo isso ocorre pelo mesmo motivo: presença de microrganismos! Vamos descobrir como se livrar deles?

Microrganismos podem ser perigosos

Todos os dias somos expostos a diversos tipos de microrganismos como vírus, fungos e bactérias. Eles podem ser encontrados sobre a nossa pele ou em nossas roupas, se multiplicando rapidamente quando encontram as condições ideias: calor, umidade e nutrientes. O grande problema é que essas condições são facilmente alcançados no cotidiano!

Para se ter ideia, uma simples bactéria pode gerar 1,6 milhão de descendentes num período de 8 horas. Além disso, estima-se que o corpo humano adulto é o hospedeiro de pelo menos 100 trilhões de células microbianas. Muito, não é mesmo? Agora, imagine se elas forem patógenas?

Quais são, onde estão e o que causam?

Microrganismos como Staphylococcus aureus, Bacilus subtilis, Escherichia coli, Staphylococcus epidermis e Cândida albicans são encontrados em calças, casacos, roupas íntimas, toalhas, meias, palmilhas, camisetas, roupas de cama, entre outros materiais têxteis.

Esses fungos e bactérias causam inúmeros problemas como, por exemplo:

  • Mau cheiro;
  • Desconforto;
  • Manchas;
  • Infecções cutâneas;
  • Sensação de sujeira;
  • Descoloração e deformação nas fibras têxteis;
  • Perda de resistência mecânica têxtil;
  • Redução do tempo de vida útil do têxtil;

Além disso, com o advento da pandemia da COVID-19, a preocupação com a contaminação viral de têxteis tomou proporções ainda maiores, uma vez que a sobrevivência do vírus em têxteis comuns expõe as pessoas a situações de contaminação cruzada.

Todos esses problemas, além de prejudicarem sua saúde, também atingem a qualidade dos tecidos que você usa, sejam eles de origem vegetal ou sintética.

Os tecidos de origem vegetal tornam-se mais suscetíveis ao ataque de microrganismos quando comparados aos tecidos sintéticos. Isso ocorre porque a sua estrutura porosa hidrofílica retém água, oxigênio e nutrientes. Além disso, fatores como espessura do fio e do tecido influenciam diretamente a taxa de contaminação microbiana.

Por tudo isso, é muito importante manter as roupas sempre limpas.

Mas, será que só lavar adianta?

Então, para se livrar dos fungos, bactérias e até mesmo dos vírus, você pensa: “é só colocar tudo na máquina de lavar e pronto. Lavou, tá limpo!” Certo? Errado!

A lavagem doméstica dos têxteis não é, em geral, suficiente para eliminar os microrganismos. Ela consegue reduzir um pouco da carga microbiana devido à fricção e uso do sabão, mas aqueles que permaneceram fixos às fibras, rapidamente se multiplicam a cada nova utilização.

Até aqui, já sabemos que os microrganismos estão por toda parte e que lavar as roupas não nos livra do perigo. Será que existe alguma solução que nos proteja?

Conheça os tecidos inteligentes

Então, qual a solução para se proteger e combater o crescimento e proliferação microbiana? Aqui entra a tecnologia têxtil!

Os têxteis técnicos ou inteligentes são materiais têxteis e produtos fabricados principalmente por suas propriedades funcionais e de desempenho. Em linhas gerais, eles apresentam características ou acabamentos específicos que os tornam um diferencial! Por exemplo, atividade antimicrobiana que tem como principal função a inativação ou inibição de microrganismos, como bactérias, fungos e vírus.

Os antimicrobianos aplicados em materiais têxteis precisam ser eficientes contra um amplo espectro de fungos, vírus e bactérias e eliminar seletivamente esses microrganismos indesejados. Devem ainda ter um efeito durável aos processos de lavagem, secagem e engomagem.

Nosso produto

Os antimicrobianos da S³nano, além de combaterem fungos, vírus e bactérias, possuem inúmeros outros benefícios como:

  • Aprovação pelas principais normas de qualidade e eficiência, como a AATCC100 e ISO 18184;
  • Combate mais de 650 tipos de microrganismos patógenos;
  • Eficiente contra bactérias gram positivas e gram negativas;
  • Inativa até 99,9% dos vírus envelopados (mesma estrutura do Sars-Cov-2) e 99% dos vírus não envelopados;
  • Resistência aos ciclos de lavagem;
  • Excelente incorporação em fibras naturais e sintéticas;
  • Eficiência contra bactérias causadores de manchas, mau cheiro e degradação prematura;
  • Maior desempenho antimicrobiano, sem alteração de cor;
  • Sensação de frescor por mais tempo;
  • Melhor custo benefício do mercado;

Nas indústrias têxteis, a incorporação do antimicrobiano nas fibras naturais tais como algodão, linho e lã, pode ser realizada tanto por esgotamento quanto por foulardagem. Em ambas as técnicas o tecido tratado torna-se resistente a vários ciclos de lavagem sem a perda da ação antimicrobiana. Isso ocorre porque as partículas antimicrobianas são recobertas com um polímero com excelente afinidade às estruturas das fibras naturais.

Já nas fibras sintéticas, existem várias técnicas usadas para a incorporação do antimicrobiano, a depender do tipo de fibra como, por exemplo, náilon, poliéster, poliamida, poliacrílico ou elastano. Nessas fibras, as partículas antimicrobianas são fundidas na matriz polimérica. Ou seja, estão tanto na superfície como no interior das fibras, permitindo proteção permanente ao tecido.

Viu só! A solução para acabar de vez com esses problemas já existe, é de fácil incorporação e tem tecnologia brasileira.

Para saber mais sobre o segmento têxtil e nossas soluções, assine nossa newsletter e entre em contato com nossa equipe técnica. Estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish

Receba nossos materiais exclusivos em seu e-mail