A importância dos antimicrobianos para plásticos

Tempo de leitura: 4 minutos

Doenças causadas por fungos, vírus e bactérias são muito comuns e provocam sérios danos à saúde, podendo levar a morte se não forem adequadamente tratadas. Estima-se que 50% de todas as doenças humanas são causadas por esses microrganismos. Entre elas estão: Botulismo, Cólera, Febre maculosa, Gonorreia, Hanseníase, Leptospirose, Pneumonia bacteriana, Sífilis, Tétano, Tuberculose, entre outras.

Os germes estão em todos os lugares. Além do banheiro e da cozinha, estão presentes na pele, nas roupas, nos alimentos, nos objetos e principalmente nos hospitais. Aliás, é no ambiente hospitalar que são encontradas as formas mais resistentes e perigosas de muitos microrganismos.

O hospital funciona como um centro onde bactérias, fungos e vírus podem ser transmitidos de uma pessoa para outra. Esses micróbios podem vir da superfície dos objetos e dos materiais hospitalares não higienizados ou esterilizados de forma inadequada.

Infográfico sendo uma representação do mapa mundial indicando uma estimativa do número de mortes anuais por superbactérias.
Mortes anuais atribuídas a superbactérias – Estimativa para 2050

Volta e meia, temos notícia de casos de infecções adquiridas durante a internação hospitalar. Isso provoca um aumento no tempo de internações hospitalares, inchamento da rede de saúde pública e privada e despesa econômica desnecessária.

Cuidado com a limpeza

Um estudo mapeou as comunidades de microrganismos que habitam unidades de saúde no Brasil e descobriu que a microbiota potencialmente causadora de doenças presente nas superfícies das UTIS possuía uma grande variedade de bactérias resistentes aos produtos de limpeza. Ou seja, as técnicas de limpeza empregadas já não conseguem proteger o ambiente.

Placas de petri com cultivos de bactérias, sendo a imagem da esquerda uma representação de superbactérias.
À direita superbactérias resistentes ao tratamento

A explicação para o surgimento de organismos mais resistentes é que quando eles são expostos a produtos de limpeza ou antibióticos, um grupo pequeno deles, mais fortes, pode sobreviver e posteriormente se reproduzir. Isso significa que, a cada geração, os mais resistentes dão origem a outros que também são resistentes.

Solução: fim das superbactérias

Uma solução para esse problema é o emprego de antimicrobianos tecnológicos que usam nanomateriais com propriedades bactericidas, fungicidas e virucidas capazes de eliminar microrganismos resistentes.

Esses antimicrobianos são adicionados em polímeros na forma de masterbatch que por sua vez são incorporados aos polímeros base na fabricação de objetos e equipamentos, fazendo com que toda a matriz polimérica do produto final receba a proteção antimicrobiana com distribuição homogênea.

Uma das grandes vantagens no uso desses antimicrobianos é a proteção em longo prazo conferida ao produto final, ou seja, a ação biocida permanece atuando ao longo da vida útil do produto. Isso é possível porque além do antimicrobiano estar presente na superfície, também está no interior do polímero. Assim, mesmo que o produto sofra arranhões, rachadura ou desgaste, a superfície exposta permanecerá protegida.

Os benefícios da proteção antimicrobiana para plásticos

Proteção permanente – a proteção antimicrobiana da S³nano é uma solução permanente, com excelente custo-benefício que fica ativa durante a vida útil esperada do produto plástico.

Limpeza e durabilidade – os aditivos antimicrobianos para plásticos da S³nano criam produtos plásticos inerentemente mais limpos e mais duráveis. Essas excelentes características fazem dos plásticos antimicrobianos perfeitos para uso em ambientes onde a higiene é crítica, com muito tráfego, como hospitais, escolas e instalações de processamento de alimentos.

Eficácia contra fungos e bactérias – os aditivos antimicrobianos reduzem a presença de bactérias causadoras de doenças em plásticos, além de eliminar o crescimento de mofo e bolor.

Eliminação do mau cheiro – a S³nano preserva a estética do seu produto plástico, minimizando a presença de manchas e bactérias causadoras de mau cheiro.

Aumento na vida útil do produto – a capacidade de inibir o crescimento de bactérias, mofo e bolor significa que seu produto plástico antimicrobiano irá se beneficiar de uma maior expectativa de vida.

Aprovação pelas principais normas – os aditivos são aprovados pelas principais normas de eficiência antimicrobiana Jis Z 2801 e AATCC100, comprovando a qualidade e eficiência dos produtos.

Onde e como aplicar os antimicrobianos

A boa notícia é que os antimicrobianos S³nano foram desenvolvidos para todos os tipos de polímeros.

Em polímeros sólidos, sintéticos ou naturais a incorporação é realizada por meio de masterbatch que é adicionado aos polímeros base em baixa concentração – de 1% a 2% – sem a perda de propriedades mecânicas ou alteração de cor do produto final.

O processo de incorporação é semelhante ao usado em masterbatch coloridos e pode ser aplicado em polímeros como PP, PE, PS, PEAD, PEBD, ABS, PA, PVC entre outros. A partir daí o polímero pode receber diversos processos como:

  • extrusão para produção de fios, filmes plásticos, chapas;
  • injeção para o segmento automobilístico, hospitalar, civil, veterinário;
  • sopro para fabricação de peças ocas;
  • filmes para produção de sacos, sacolas, filmes flexíveis;
  • rotomoldagem para produção de tanques, caixa d’água, peças técnicas;
  • termoformação à vácuo para produção de copos e bandejas.

Tudo isso é possível, pois os antimicrobianos S³nano são resistentes ao calor e não perdem suas propriedades quando submetidos a altas temperaturas.

Para saber mais aplicações, entre em contato com nossa equipe técnica. Estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish

Receba nossos materiais exclusivos em seu e-mail