Partículas de ouro em cosméticos: luxo e tecnologia

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já ouviu falar em “skin care”? Esse termo se popularizou nos últimos anos, principalmente em função da influência das redes sociais. As rotinas de cuidados com a pele tem ganhado cada vez mais destaque e, com isso, a venda desses produtos cresceu exponencialmente.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal,  Abihpec,  o crescimento de vendas dos itens voltados a cuidados com a pele em 2020 está na ordem de 160%. O destaque vai para os esfoliantes e máscaras de tratamento facial.

O interesse maior está voltado para os produtos revolucionários. Ou seja, aqueles que contam com diferenciais e tecnologias que maximizam os efeitos. O consumidor está em busca constante por produtos que atuem rapidamente na manutenção da beleza e retardo do envelhecimento. Frente a essas demandas, o potencial das partículas de ouro em formulações cosméticas tem chamado a atenção de consumidores e fabricantes.

O ouro em cosméticos

O ouro é comumente lembrado pelas jóias e a sua coloração dourada caracterísitca. Com aspirações ao requinte e luxo, este produto de alto valor agregado tem sido destaque no setor de cosméticos. Mas, o interesse vai além do status atribuído a esse material. O ouro é de fato um agente muito poderoso!

Ele pode ser incorporado em formulações cosméticas na forma de pequenas partículas. Esse detalhe faz toda a diferença! Isto porque o material adquire uma alta área superficial que é capaz de potencializar a sua ação, garantindo eficácia mesmo que a baixíssimas concentrações.

Conheça o poder das partículas de ouro

Como já mencionamos, um dos pontos que os consumidores mais almejam é retardar o envelhecimento. Esse processo dérmico está associado ao excesso de espécies reativas ao oxigênio (ROS) que induzem estresse oxidativo e danificam células, DNA e proteínas.

Os principais fatores responsáveis pela produção de ROS incluem a poluição, exposição a raios UV, fumaça de cigarro, etc.

Durante esse processo, a matriz extracelular, responsável por sustentar as células cutâneas, é fortemente afetada. Essa matriz, composta principalmente por proteínas fibrosas, como o colágeno e a elastina, além de glicoproteínas e proteoglicanos, é de extrema importância para a manutenção da estrutura da pele. No entanto, o excesso de ROS intensifica a produção de metaloproteinases, que são enzimas responsáveis pela degradação de diversas proteínas da matriz extracelular, incluindo o colágeno e a elastina.

A degradação do colágeno e da elastina é, portanto, um dos principais fatores responsáveis pela danificação da estrutura da pele. Como consequência, tem-se o aumento da flacidez, além do surgimento de rugas e linhas de expressão.1

É nesse momento que entra a ação das partículas de ouro!

Ao ser aplicado na pele, o ouro atua como fonte adicional de antioxidantes, reduzindo a ativação da síntese das metaloproteinases. Dessa forma, a aplicação tópica de formulações contendo ouro regula presença de colágeno e elastina na pele, evitando o aparaceimento das rugas e das linhas de expressão, proporcionando um poderoso efeito anti-aging!2

Para comprovar essa ação, pesquisadores da Unidade de Tecnologia Farmacêutica da Universidade de Bari, na Itália, avaliaram a capacidade de nanopartículas de ouro em prevenir a degradação de proteínas sob forte condições oxidativas. No estudo, a proteína citocromo c e 4-tiotimidina foram utilizadas ​​para mimetizar a presença de moléculas biológicas. Os pesquisadores observaram que a degradação de ambas, induzida pela ação oxidativa de H2O2, foi significativamente reduzida na presença das partículas de ouro.3

Benefícios das partículas de ouro em cosméticos.

Os benefícios do ouro tem atraído a atenção de grandes marcas no setor de cosméticos, levando a incorporação de pequenas partículas nas formulações de cremes, sérum, primers, entre outros produtos. A presença do ouro como partículas pequenas dispersas de forma homogênea da matriz do produto cosmético, garante sua máxima eficiência e capacidade de permear as camadas mais superficiais da pele.

O aditivo S3Gold Care garante todos esses benefícios com excelente estabilidade e compatibilidade com formulações cosméticas. Nosso aditivo de ouro em base aquosa foi especialmente desenvolvido pensando no mercado de dermocosméticos, proporcionando alta eficiência em baixíssimas concentrações!

Além do ouro, nosso portfólio para o setor de cosméticos também conta com tecnologias baseadas em partículas de prata! O S3Silver Care é um aditivo base aquosa que possui excelente ação antimicrobiana, antisséptica e anti-inflamatória.

Quer trazer sofisticação e tecnologia aos seus produtos? Entre em contato com a nossa equipe de especialistas!

Referências:

  1. C. Barros. O papel das metaloproteinases no envelhecimento cutâneo. Disponível em: https://www.cleberbarros.com.br/o-papel-das-metaloproteinases-no-envelhecimento-cutaneo/. Acesso: 10/04/22.
  2. M. B. Haddada. Assessment of antioxidant and dermoprotective activities of gold nanoparticles as safe cosmetic ingredient. Colloids and Surfaces B: Biointerfaces. Volume 189, May 2020, 110855.
  3. Gubitosa J., et al.One pot environmental friendly synthesis of gold nanoparticles using Punica Granatum Juice: A novel antioxidant agent for future dermatological and cosmetic applications, Journal of Colloid and Interface Science, Volume 521, 2018, Pages 50-61.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EnglishPortugueseSpanish

Receba nossos materiais exclusivos em seu e-mail